tipos de embarcações tipos de embarcações

11 tipos de embarcações antigas e atuais

6 minutos para ler

Da Era do Descobrimento até os dias atuais, diversas foram as embarcações criadas pelos homens. Com a exploração do Oceano Atlântico no século XV, precedida por Portugal – processo também conhecido por Grandes Navegações – construir e aperfeiçoar veículos náuticos passou a ser fundamental para garantir o descobrimento de novas terras.

O desenvolvimento das embarcações permitiu aos homens cruzar longas distâncias e desbravar outros continentes até então completamente desconhecidos. Hoje, ao falarmos sobre elas, imaginamos uma grande variedade de modelos para as mais diversas finalidades.  

E não é para menos: atualmente, podemos contabilizar no mínimo 11 tipos de embarcações antigas e atuais. Ficou curioso? Continue a leitura para saber mais sobre o assunto!

Período das grandes navegações

Como sabemos, foi no século XV, em Portugal, que surgiram as primeiras caravelas. Essa embarcação foi criada justamente para viabilizar a exploração de novas terras e, por isso, elas precisavam ser ágeis e resistentes.

As caravelas tinham um tamanho médio, eram compostas por velas triangulares e por três mastros – além de capazes de suportar mais de 50 toneladas e conduzir cerca de 50 tripulantes. O mais incrível é pensar que o capitão, de fato, era quem menos entendia das técnicas de navegação. Isso mesmo! O nobre assumia, durante as navegações, uma figura política.

Quem conduzia as caravelas eram os oficiais, junto com o timoneiro e os marinheiros. O primeiro era responsável por comparar seus mapas com a cor das águas para enviar, em seguida, instruções para o timoneiro – que repassava as tarefas à sua equipe de marinheiros.

Embarcações antigas: como eram

Antes mesmo das Grandes Navegações, o homem já utilizava as canoas e os barcos à vela para percorrer pequenas distancias, transportando pessoas e cargas. As canoas eram impulsionadas pela correnteza com o auxílio dos remos e os barcos à vela, um pouco mais desenvolvidos, movidos pela força do vento. Por meio deles, os navegadores começaram a percorrer distâncias um pouco maiores.

Mas foi com a criação das caravelas pelos portugueses há aproximadamente 600 anos – uma versão aperfeiçoada do barco à vela – que se tornou possível viajar longas distâncias pelo mar. Logo depois dela, diversas outras embarcações surgiram:

1- Nau: um pouco depois das caravelas, surgiram as naus, mais imponentes, com três mastros e velas redondas. Essas embarcações eram usadas, principalmente para fins comerciais.

2- Galera: por meio de remos e com até 150 metros de comprimento, as galeras eram, geralmente, usadas na guerra.

3- Paquete: inicialmente, o paquete era um valeiro – porém, depois de um tempo, se tornou um navio a vapor. Também com cerca de 150 metros, era utilizado para transportar passageiros e mercadorias.

4- Patacho: essa embarcação era muito comum no século XVI, e tinha, como principal finalidade, transportar cargas. O patacho era um veleiro com dois mastros.

5- Escunas ou goletas: com velas de popa a proa, mastros mais altos e casco afilado, as escunas surgiram um pouco depois do início do século XVI e foram utilizadas até o século XVIII.

6- Fragatas: compreendiam (e são assim designadas até hoje) diversas embarcações de guerra, de diferentes funções e tamanhos. Quando surgiram, ainda no século XIX, eram consideradas excelentes para os combates.

Embarcações atuais

No século XIX, a primeira embarcação a cruzar o Atlântico saindo de Savannah, nos Estados Unidos, com destino à Liverpool, foi um navio à vapor – um marco para o cenário das navegações, representando a independência da navegação pelos ventos. Após o surgimento dos barcos à vapor, foram aparecendo os navios movidos à diesel e com turbinas, o que conferiu ainda mais rapidez às viagens.

Com o desenvolvimento dos veículos náuticos, as embarcações passaram a assumir, também uma nova função: promover o lazer e o turismo.

Hoje, as embarcações voltadas para a prática do esporte são diversas, além de ágeis e seguras. Veja só:

7- Iate:  movido a diesel ou gasolina, o iate é um tipo de embarcação marítima – apesar de poder ser considerada uma embarcação fluvial, também – ideal para quem deseja aproveitar a natureza e as paisagens viajando em alto mar. Conta com quartos, banheiros e outros cômodos, proporcionando bastante conforto aos viajantes.

8- Lanchas: Menores que os iates, as lanchas são embarcações voltadas à prática de diversos esportes e à recreação. São embarcações tanto fluviais, quanto marítimas e bastante versáteis, podendo ser encontradas em diferentes modelos, atendendo a todos os gostos.    

9- Veleiros: apesar de utilizarem o mesmo princípio da navegação de séculos atrás, os veleiros atuais são embarcações marítimas modernas e muito utilizadas em competições esportivas ou para quem está em busca de se divertir sem abrir mão da tranquilidade.

10- Caiaques: essa pequena embarcação fluvial é manobrada em remo duplo e muito usada para a pesca e atividades recreativas. Possui diversos modelos, como o sit-in e sit-on-top.

11- Jet Ski: por ser bastante ágil, o jet ski é ideal para quem está em busca de aventura. Também chamado de moto aquática, esse tipo de embarcação marítima e fluvial é bastante versátil e pode ser utilizada para diversos fins. Além de poderem rebocar outros veículos náuticos de pequeno e médio porte, são muito populares entre as pessoas que estão começando a praticar esportes náuticos.  

Quem pode pilotar essas embarcações

Para pilotar as embarcações atuais, é necessário possuir a carteira de habilitação de acordo com a categoria do veículo náutico. Por exemplo, para pilotar lanchas, o registro de Arrais Amador é obrigatório – assim como a habilitação como Motonauta é fundamental para quem deseja pilotar um jet ski. Quem deseja navegar mais afastado da costa também precisa de uma habilitação específica.

Todos os registros são expedidos pela Marinha e visam garantir segurança à prática de atividades recreativas e esportivas. Hoje em dia, o que não faltam são opções de embarcações modernas e tecnológicas, tanto fluviais quanto marinhas, para atender os mais diferentes objetivos.

Se você está em busca de alternativas de lazer, apostar em uma embarcação que enquadre em seu perfil poderá render momentos inesquecíveis para você, sua família e seus amigos. A Moto Oeste conta com uma variada gama de barcos, lanchas e jet ski para atender as suas necessidades e tornar os seus dias de descanso (ou de aventura!) ainda melhores. Entre em contato com a gente!

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Como posso te ajudar?