sonar para pesca sonar para pesca

Sonar para pesca: para que serve?

7 minutos para ler

O sonar para pesca é um aparelho muito procurado, já que ajuda os pescadores a encontrarem os cardumes de maneira simplificada. Assim, suas pescarias ficam mais modernas e práticas, quando comparadas com a busca com o anzol.

Com a tecnologia avançando, os aparelhos de sonar têm estado com preços cada vez mais competitivos – o que faz com que muitos pescadores amadores e esportivos se questionem sobre a possibilidade de investir nesse aparelho.

É o seu caso? Então siga lendo este artigo!

O que é sonar para pesca e como ele funciona?

O sonar para pesca é um aparelho usado para localizar cardumes. Ele funciona por meio de impulsos elétricos que são convertidos em ondas sonoras por meio de um transdutor. Essa onda é enviada à água na forma de um cone.

Estes sons têm frequências altas – sendo capaz de localizar os peixes em ambientes com até 1000 metros de profundidade.

Alguns aparelhos, além de localizarem os cardumes, mapeiam os lugares onde tem mais peixes. Dessa forma, você poderá pescar nesses pontos, economizando tempo. 

Os modelos variam bastante, inclusive com versões portáteis, e outros mais completos, localizados no painel do seu barco de pesca.

Como usar um sonar para pesca?

O sonar de pesca traz muitas informações relevantes. Dependendo do modelo, você poderá ter mais ou menos opções.

Em geral, as informações básicas apresentadas são: potência (permitindo selecionar diferentes opções), temperatura da água, elevação, profundidade, peixes, profundidade da água (permitindo alterar o modo para pescaria em águas rasas ou profundas), entre outras.

Alguns sonares também permitem que você configure um alarme – assim, cada vez que o aparelho localizar os peixes, ele irá emitir um bipe.

Na tela do sonar, você conseguirá ver a figura dos peixes e também indicações como a profundidade do cardume, temperatura da água e velocidade dos peixes.

Para um uso adequado, é importante que você configure os pontos relacionados à sua pescaria, como indicando em que tipo de água irá pescar e outras informações específicas.

Ao analisar a profundidade onde o peixe se encontra, é só descer a sua isca até ela e começar a pescar.

Qual sonar escolher?

Na hora de escolher o sonar de pesca, é importante ficar atento a alguns pontos. Veja em detalhes quais são eles.

Transdutor

O transdutor é o responsável por transformar o impulso elétrico em onda sonora. Dessa forma, quanto mais confiável e de qualidade for o transdutor, maior será a cobertura do seu sonar.

Então, quando for comparar os modelos, prefira os que apresentam bons transdutores e com ângulo de cone maior.

Montagem e instalação do sonar para pesca

Se você instalar o sonar para pescaria de forma inadequada, ele não funcionará como o previsto, apresentando diferentes problemas, como ruídos e ventilação. O mesmo acontece com a montagem.

Você encontrará dois tipos de sonares, o que podem ser instalados no barco e os portáteis. Os de instalação na embarcação podem ser usados na popa ou no casco.

A instalação na popa costuma ser o método mais simples e também mais econômico, sendo a melhor opção para quem navega em águas calmas. Já a montagem no casco é mais indicada para pescadores profissionais. Mesmo porque, se você não tiver experiência, poderá comprometer sua embarcação, fazendo, até mesmo, um furo no casco.

Assim, pense em qual forma funciona melhor para você – e, se possível, contrate um profissional para fazer a instalação.

Resolução da tela

As imagens, geralmente, são transmitidas em preto e branco ou branco e cinza. Porém, existem alguns modelos com detalhes coloridos.

De qualquer forma, sempre verifique como é a resolução da tela, já que ela tem relação direta com o uso do equipamento.

Muitas vezes, os modelos mais acessíveis financeiramente possuem uma escala de cinza com níveis inferiores. O resultado é uma tela sem contraste entre as cores e difícil de enxergar os peixes e as informações.

Os sonares de melhor qualidade apresentam escala de cinza com elevados níveis e pixels, ou, ainda, telas coloridas, que permitem ao pescador distinguir os peixes e os elementos que compõem o local da pescaria, como rochas e ervas, oferecendo uma experiência de pesca bem mais completa.

Assim, sempre verifique a quantidade de pixels do sonar, optando por aquele com valores mais altos, assegurando uma boa resolução.

Frequências

A frequência do sonar está diretamente relacionada ao local onde você pretende pescar. Por isso, essa é uma informação crucial, garantindo que o aparelho terá utilidade na sua pescaria.

Normalmente, em águas profundas, a indicação é usar frequências mais altas (entre 190 a 200 Hertz, por exemplo). Essa também é a orientação para pescadores profissionais.

Já se você pretende pescar em águas rasas, poderá usar frequências mais baixas, em torno dos 50 Hertz, por exemplo.

Outro ponto que tem total relação com a frequência são os detalhes apresentados na tela do sonar. Quanto maior a frequência, melhor será a visualização. Afinal, com uma frequência maior, são enviadas e recebidas mais ondas sonoras.

Então, se você vai pescar em águas profundas, é pescador profissional ou precisa de um detalhamento mais completo do espaço no seu sonar, opte por modelos que trabalham com frequências mais altas. E, claro, sempre ajuste a frequência ideal antes da sua pescaria.

Simplicidade de operação

Não adianta escolher um sonar para pesca com vários recursos, boa resolução de tela, frequências variáveis etc., se ele é extremamente confuso de mexer – e você não consegue usar todas as opções que a ferramenta apresenta.

Assim, se possível, tente usar o aparelho antes ou confira reviews e dicas de pescadores, para ter certeza que o aparelho é adequado para suas necessidades.

Identificação dos peixes

Todo sonar para pescaria identifica os objetos suspensos entre o fundo e a superfície, mas alguns modelos mostram esses objetos com desenhos de peixes, modificando o tamanho e o formato, de acordo com as características do cardume, e também indicando a profundidade real. Isso torna mais fácil para o pescador identificar as informações mostradas.

Alarmes

Existem modelos de sonares que permitem incluir alarmes que irão disparar todas as vezes que for identificada a presença de peixes na área. Alguns modelos, ainda, disparam alarmes de segurança, por exemplo para identificar que você está passando por uma parte mais rasa. 

Zoom

A função zoom permite que você tenha uma visão aprofundada do fundo do local de onde está pescando, com detalhamento maior das estruturas. Os sonares mais avançados, além disso, ainda permitem identificar a qualidade do fundo, por exemplo indicando a dureza (presença de lama, areia, cascalho etc.). 

Outras funções do sonar para pesca

Dependendo do quão sofisticado é o sonar, ele poderá apresentar outras funções e oferecer informações ainda mais completas para o pescador. Como: temperatura da água, velocidade dos cardumes, distância percorrida, busca lateral de peixes (não apenas para baixo), configurações das informações apresentadas na tela do equipamento, entre outras.

É claro que você não precisará de um sonar com todas essas funcionalidades. O mais importante é escolher um equipamento que esteja de acordo com as suas necessidades e que você sinta familiaridade ao usar, se adequando ao tipo de pescaria que costuma fazer.

E aí, gostou de conhecer mais sobre o sonar para pescaria? Conheça o Sonar Fishfinder Echo Elite 3x Lowrance Colorido. Uma opção com excelente custo-benefício, tela colorida, sensor de temperatura da água, de dureza inferior e com dupla frequência de operação. Veja mais detalhes no nosso site!

Posts relacionados

Deixe um comentário