Como escolher o motor para barco ideal? Confira

6 minutos para ler

A escolha de uma embarcação vai muito além da análise do design, funcionalidades, decoração e tamanho. É fundamental, nesse momento, analisar o motor para barco mais adequado para esse tipo de veículo náutico.

Trata-se de um dos pontos que exigem maior cautela pelo comprador, uma vez que essa escolha envolve alguns elementos, como o consumo de combustível, a potência e o nível de autonomia na condução, a fim de garantir uma navegação segura.

O motor desempenha uma função essencial para a locomoção do barco, influenciando na velocidade e podendo proporcionar mais economia de combustível. Quer saber qual é o modelo ideal para as suas necessidades? Deseja fazer uma aquisição com bom custo-benefício?

Neste post, vamos explicar a importância de escolher o motor do barco corretamente e como esse investimento vai influenciar no desempenho da embarcação. Então, continue a leitura!

Quais são os principais tipos de motor para barco?

A escolha do tipo de motor para barco depende de algumas variáveis, como o tamanho e o objetivo da embarcação. Assim, por exemplo, se o barco for destinado para a navegação em ambientes lacustres (rios e lagos) e apresentar um porte pequeno (até 10 metros), o motor elétrico é o modelo mais indicado.

Por sua vez, no caso da lancha com o tamanho de até 26 pés e que circula nos rios ou nos mares, o ideal é utilizar o motor a combustão. Por outro lado, os barcos e lanchas de grande porte exigem um motor mais potente. Nesse sentido, o mais recomendado é investir em dois motores de popa, já que eles têm a capacidade de navegar em mar aberto.

Confira, a seguir, as características principais de cada tipo de motor para barco.

Motor elétrico

O motor elétrico é o modelo ideal para o proprietário que gosta de atividades relaxantes e mais tranquilas, como pesca em rios ou praias com águas calmas. Esse motor é silencioso e não apresenta muitos ruídos. Logo, a ausência de barulho não espanta os cardumes.

Uma das características mais vantajosas é o seu sistema de resfriamento, que evita o superaquecimento do motor. A marinização evita a corrosão do material pela água salgada do mar, o que poderia danificar rapidamente o equipamento.

Além disso, o motor elétrico não é poluente ao meio ambiente, uma vez que não utiliza combustível para o seu funcionamento. Pelo contrário, ele utiliza baterias próprias, que são o fator propulsor do equipamento. Nesse sentido, quanto mais forte a potência da corrente elétrica emitida pela bateria (amperagem), mais prolongada será a duração do motor.

Motor a combustão

Esse motor é bem potente. Por isso, é o modelo recomendado para a navegação em mar aberto. Ele funciona à combustão, ou seja, exige o abastecimento por gasolina ou diesel, por exemplo. A vantagem se dá pelo fato de ele ser mais leve, se comparado com o motor elétrico. Como consequência, pode alcançar uma velocidade maior.

Para os barcos de pequeno e médio porte (até 10 metros), o ideal é utilizar motores que são movidos a gasolina. Mas caso a embarcação seja maior, recomenda-se o uso do motor a diesel, por ser considerado um combustível mais potente e econômico.

Motor de popa ou centro-rabeta

Essa classificação se refere à localização do motor. Nesse sentido, o motor que fica situado na parte de trás do barco (popa) pode ser movido à bateria ou combustão. Contudo, ele pode deixar o barco mais pesado e lento. Esses motores podem ser divididos em duas categorias: de quatro tempos e de dois tempos.

O motor centro-rabeta fica localizado na parte superior da embarcação. O lado positivo é que ele não faz tanto peso, deixando o barco mais equilibrado e veloz.

O que avaliar para escolher o modelo ideal de motor para barco?

Conheça, a seguir, alguns pontos que devem ser analisados antes de fazer a escolha do motor ideal para a embarcação.

Potência do motor

A potência é o fator responsável pelo arranque e por manter a velocidade da embarcação enquanto ela se desloca pelas águas. Cada tipo de motor apresenta uma potência específica. O motor de popa tem uma potência menor, com cerca de 3 a 400 hp, por isso é indicado para ser integrado nas lanchas e barcos pequenos.

Por sua vez, o motor do tipo centro-rabeta pode ser usado em embarcações com estrutura maior, uma vez que sua potência varia de 135 a 430 hp, atributo que proporciona um bom desempenho para o barco. O motor, assim como qualquer máquina, pode apresentar alguns problemas no funcionamento. Clique no link e saiba por que você precisa procurar um profissional para reparar seu barco!

Consumo de combustível

A escolha do motor ideal também está diretamente ligada à quantidade de combustível que o equipamento consome. Para isso, verifique quantos litros a embarcação consome por hora. Nesse sentido, os motores a diesel apresentam uma durabilidade maior e mais força, ocupam menos espaço no tanque e são mais econômicos, se comparados com a gasolina. Esta, por sua vez, é um combustível mais custoso e ambientalmente mais nocivo.

Tipo de água que vai navegar

O motor de popa é recomendado para águas calmas ou abrigadas, como rios e lagoas. Mas caso deseje navegar por mar aberto ou águas não tão tranquilas, é melhor adquirir os dois motores de popa ou dois de centro-rabeta.

Quantidade de motores de popa

O comum é utilizar somente um motor de popa nas embarcações menores, de até 26 pés, como as lanchas de pesca e passeio. Trata-se de um motor que consome gasolina, barato, leve e com uma instalação simples.

Por sua vez, barcos maiores exigem dois motores de popa, pois esses equipamentos proporcionam mais velocidade e possibilidade de aceleração rápida, além de garantirem segurança. No entanto, eles não são muito baratos, e a manutenção é custosa.

Eixos de transmissão

É necessário verificar os eixos de transmissão da embarcação. Geralmente, a transmissão em linha é usada para lanchas com mais de 30 pés e que apresentam um ou dois motores centro-rabeta. É o modelo de eixo mais barato.

Já o eixo de transmissão do tipo V-drive fica na região da popa: é simples, mais barato e tem uma manutenção fácil.

Como deu para perceber, a escolha do motor para barco ideal requer a observação das características da embarcação e os objetivos de uso. Além disso, uma boa ideia é conversar com o fabricante do equipamento e pedir as melhores recomendações. Desse modo, você vai conseguir otimizar a movimentação do seu barco.

Quer investir em um motor de qualidade? A concessionária náutica Moto Oeste pode ajudá-lo! Somos uma empresa especializada na venda de motores, barcos e lanchas. Entre no nosso site e conheça os modelos disponíveis!

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Como posso te ajudar?