iate iate

Qual a diferença entre lancha e iate?

7 minutos para ler

Para um leigo, todas as embarcações podem ser semelhantes. Mas, na prática, lancha e iate guardam particularidades bem distintas. Se você está pensando em comprar um barco, é fundamental entender as diferenças entre eles e escolher o mais indicado para suas necessidades e desejos.

Ambos podem ser usados para o lazer e oferecem certo conforto. Porém, as similaridades param por aí. Está pensando em comprar um barco e não sabe qual escolher? Então confira as diferenças entre lancha e a iate e acerte na sua decisão!

Lancha e iate: quais as diferenças?

Vamos ver as principais diferenças entre lanchas e iates.

Lancha

Tipo de embarcação movida a motor, mais usada para atividades de lazer, esportivas ou de fiscalização. A lancha é uma embarcação menor e capaz de se adaptar a diferentes ambientes, podendo ser usada para navegação em rios, lagos, represas e mar.

Apresenta um casco de excelente performance e, geralmente, vem equipada com 2 motores, sendo que um deles costuma ser acionado apenas em caso de pane ou outro problema com o motor principal.

A lancha é uma embarcação veloz, normalmente de até 40 pés, e permite realizar manobras com mais agilidade e próximas da costa.

Uma das principais características das lanchas é o seu conforto, já que há modelos com cabine que oferecem quarto e banheiro, além de vários itens para os tripulantes como chaise, espaço gourmet, espaço para tomar sol etc.

Basicamente, há dois modelos de lanchas, as de proa aberta, que são mais simples e sem tanto conforto, ideais para passeios rápidos, e as cabinadas, que oferecem uma estrutura melhor para os tripulantes, inclusive permitindo o pernoite.

Tipos de lanchas

Dentro da categoria “lanchas”, é possível encontrar uma grande variedade de opções com características diferentes. Os principais tipos são:

  1. Lanchas de pesca: são indicadas para pescaria em rios, lagos e lagoas. Podem ser menores e fabricadas em alumínio, ou maiores e fabricadas em fibra de vidro. As maiores podem ser usadas na pesca marítima, com o uso de, no mínimo, 2 motores de popa;
  2. Lanchas de passeio: são mais usadas em regiões praianas, rios e lagos e destinadas às atividades de lazer ou a prática de esportes aquáticos, como wakeboard, esqui e slalom. O tamanho varia de 16 a 30 pés, sendo que os modelos de até 25 pés não precisam ficar na marina;
  3. Lanchas para pernoite: são as lanchas cabinadas. Elas são parecidas com as lanchas de passeio, mas contam com uma cabine com quarto e banheiro que pode acomodar, em média, 4 pessoas para passarem a noite ou o final de semana. Geralmente vem equipada com 2 motores mais potentes e podem ser usadas para trajetos maiores no mar e também podem ter um gerador, fazendo com que a energia da bateria tenha uma duração maior.

Iates

Os iates também são embarcações destinadas ao lazer, porém como são embarcações de grande porte, costumam ser mais usados para passeios em alto mar (já que as manobras ficam dificultadas devido ao seu tamanho).

Apresenta como característica o grande requinte e conforto, podendo, inclusive, ser usado como moradia. Dependendo do porte, um iate pode ter até 2 ou 3 andares.

Um iate pode ser movido tanto a vela como a motor a diesel, sendo os iates motorizados mais velozes. A principal vantagem, sem dúvida, é o conforto que ele oferece, já que é uma embarcação com bastante espaço, vários cômodos e divisões, além de acessórios que permitem usar o iate como casa ou área de descanso.

Quanto custa uma lancha? E um iate?

Os preços das lanchas e dos iates variam bastante. 

Lanchas

No caso das lanchas, é preciso considerar qual tipo você deseja.

As lanchas de pesca são menores e mais simples, portanto, também mais baratas. É possível encontrar modelos de entrada por valores em torno de R$ 5 mil. 

Já as lanchas de passeio, sem cabine, podem variar entre R$40 mil a até R$ 400 mil reais, dependendo da marca, do motor e da tecnologia presente. As lanchas cabinadas são ainda mais caras, girando entre R$ 400 mil a até R$ 20 milhões.

Custos de manutenção

Além dos custos para a compra da lancha, no caso das lanchas de passeio e cabinadas, você precisará pensar também nos custos com a manutenção. Alguns custos importantes para você se preparar são:

  • Documentação:  você precisará de 4 básicos, que são o Título de Inscrição de Embarcação, o Termo de Responsabilidade, o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Embarcações ou Cargas e a Carteira de Habilitação, com valores entre R$ 400 a R$ 800, além de um curso de Arrais Amador, em torno de R$ 1200;
  • Seguro: além do Seguro obrigatório, você deverá ter o seguro do barco, com valor variável entre 0,5 a 2% do valor da lancha;
  • Garagem, Iate Clube ou Marina: os custos para guardar a lancha variam muito dependendo do estado e cidade e também da disponibilidade de vagas, além dos serviços oferecidos. A média é de R$ 60 mensais por pé de embarcação, então, se você tem uma lancha de 40 pés, por exemplo, terá de desembolsar R$2400 mensais;
  • Combustível: a lancha costuma ser movida a diesel ou a gasolina. É impossível estimar um custo exato, pois tudo dependerá dos usos que você fará do seu barco;
  • Manutenção: o motor é o que costuma necessitar de mais atenção e de manutenção frequente. Porém, é muito indicado realizar as revisões frequentes. O custo para lanchas médias é em torno de R$ 800.

Além desses custos, pode ser que você precise contratar os serviços de um marinheiro. Isso acontece quando não é o proprietário que realiza a pilotagem e a manutenção da lancha. E também, é claro, você pode aumentar seus custos dependendo dos acessórios que irá incluir na lancha.

Iates

Os iates, como oferecem mais conforto, luxo e sofisticação – e como são embarcações muito maiores – acabam custando bem mais, variando em torno de R$ 20 milhões a até R$ 10 bilhões (ou até mais).

Assim como as lanchas, os iates também envolvem custos de manutenção. De maneira geral, você gastará, por mês, em torno de 10 a 20% do preço de aquisição do seu iate – incluindo os diversos itens que citamos, como marina, manutenção, combustível e seguro.

Qual o melhor iate do mundo?

O maior iate do mundo é o Somnio, batel de 222 metros de comprimento, com custo de produção em torno de 600 milhões de dólares (mais de 3 bilhões de reais). Ele é tão diferenciado que até teve de ganhar uma nova designação: prédio flutuante.

O lançamento, que deve estar nas águas a partir de 2024, é voltado para milionários e tem 39 apartamentos de luxo (cada um com sua própria academia). As unidades são instaladas em seis pavimentos com cozinha individual, ginásio, biblioteca e espaços de refeição.

Mas existem outras opções um pouco menos “caras”, como:

  • Flying Fox, com capacidade para hospedar 22 passageiros que é do CEO da Amazon;
  • Sailing Yatch, com 142 metros e capacidade para equipe de 54 pessoas. Pertence ao bilionário russo Andrey Melnichenko;
  • El Mahrousa, com 145,7 metros. É o super iate mais antigo do mundo e está sob os cuidados da Marinha do Egito, sendo a embarcação oficial do presidente do país;
  • Prince Abdulaziz, com 147 metros. É o iate do rei Abdullah, da Arábia Saudita;
  • Azzam, com 180,6 metros, pertencente ao sheik Khalifa bin Zayed Al Nahyan, emir de Abu Dhabi e governante dos Emirados Árabes Unidos.

E aí, curtiu saber as diferenças entre lancha e iate? Aproveite e veja nossas dicas do que avaliar nas lanchas a venda e como escolher a ideal para você!

Posts relacionados

Deixe um comentário